Velho normal com upgrade

Eric Gewerc torce para que a pandemia deixe um legado sentimental, mas que a vida volte a ser o que era com a vacina
  | Leitura: 2 min
11 de dezembro de 2020
velho normal com upgrade

A quarentena foi um período de aprendizado e descobertas para Eric Gewerc, 27 anos, coordenador de Omnicanalidade da Reserva.

– Tá sendo um ano bem difícil, mas muito proveitoso pra mim. Essa pandemia me desafiou de diversas maneiras, tanto pessoal quanto profissionalmente. Acho que vou tirar muitas coisas importantes pra minha vida – avalia. – Então no resumo da ópera, individualmente foi de grande proveito, apesar da tragédia mundial – resume.

Ele aproveitou a quarentena com a namorada alugando um apartamento do AirBnB, para que pudessem ficar mais próximos.

– A gente só ficou à distância quando os dois pegaram Covid, em setembro. E foi maravilhoso. Só deu mais certeza pra gente que a gente é a gente – diz.

Na casa dos pais, teve carinho e atenção no período da doença, mesmo isolado no quarto, recebendo a comida na porta. Até ter os sintomas, ainda tinha contato frequente com os dois, que felizmente não se contaminaram.

– Foi um período em que me mimaram bastante, até com chocolate, mesmo sem eu estar sentindo gosto – diverte-se, passado o susto.

Do ponto de vista profissional, é claro que a pandemia também foi um senhor desafio, com a radical aceleração da jornada do consumidor em direção ao digital. Felizmente, a Reserva também saiu-se muito bem do exercício de resiliência. Para Eric, 2021 dará continuidade à transformação, especialmente no que ela teve de positivo. Uma espécie de “velho normal” com upgrade sentimental:

– Que seja um ano muito melhor pra gente como sociedade, que as coisas voltem cada vez mais ao velho normal, mas com uma mentalidade melhor das pessoas, um novo normal sentimental. Que a gente consiga levar algo de diferente dessa pandemia.

Neste Natal, além de celebrar a vida, a Reserva traz uma mensagem positiva, de esperança, através de 16 personagens que superaram o coronavírus. Gente como Eric.

– Sou judeu, mas noite de Natal é noite de Natal, então vou brindar à vida. Se Deus quiser, as coisas vão continuar melhorando, com a notícia de que a vacina está próxima.

COMPARTILHE O POST:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no pinterest

Inscreva-se na nossa newsletter

e fique por dentro de todas as novidades!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *