Preconceito não tem graça

Série de desafios propostos pelo Papo de Homem continua: você ainda ri de piadas machistas e homofóbicas?
  | Leitura: 2 min
4 de agosto de 2020
preconceito

No Dia do Homem, o Papo de Homem trouxe uma série de reflexões sobre masculinidades. Em sua ‘invasão’ no Instagram da Reserva, o grupo – responsável pelo filme “O Silêncio dos Homens“, entre outras ações de impacto – propôs uma série de desafios. Vamos reproduzir aqui todos eles, que têm como objetivo ajudar na construção de um futuro de mais equilíbrio para todos e todas.

Semana passada começamos com o desafio de cuidar da gestão e das tarefas domésticas por 7 dias. A gente espera que você tenha passado por ele sem maiores problemas.

Hoje nossa proposta é parar de fazer e rir de piadas homofóbicas ou machistas.

Atualmente, qual sua reação quando alguém faz uma piada cheia de preconceito ao seu lado?

Vamos aos dados:

– a cada 2 segundos uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil (Fonte: Instituto Maria da Penha).

– A cada 27 horas uma pessoa LGBT é assassinada por ser LGBT, no Brasil (Fonte: GGB/2018).

Você quer ser parte da solução ou parte do problema? Como homens, é importante conhecermos os dados e contexto dessa situação complexa. É claro que piadas machistas e homofóbicas sozinhas não matam. Mas elas são parte de uma cultura que desumaniza e valida microagressões, abrindo caminho para estatísticas como estas.

Desafio para a mudança:

Que tal convidar um amigo e se ajudarem a ficar 30 dias sem fazer, rir ou compartilhar nenhuma piada desse tipo? Vale o teste em casa, na empresa e também no grupo de Whatsapp dos amigos da pelada. Dê um basta ao preconceito.

Semana que vem voltamos com um novo desafio, combinado?

COMPARTILHE O POST:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no pinterest

Inscreva-se na nossa newsletter

e fique por dentro de todas as novidades!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *